Alguém me perguntou uma vez

Olhos brilhantes cheios de preocupação

"Quem machucou você?"

Eu só gostaria de poder ter dito a eles, que seria o tipo de dor que eu desejo

Eu lidei com a moeda dos corações partidos desde que percebi que tinha um

Essa é a dor que eu sei como romper, como chorar, como sobreviver

O que eu não posso escapar é a dor que eu solto em mim

Nas horas mais calmas da noite, a raiva, a vergonha, o ódio que não tem fim

É o grito que eu não consigo acalmar

Os cortes que não deixam marcas visíveis

São os olhos duros que não encontram nada que valha a pena

É um oceano de inseguranças que eu aprendo de bom grado

Uma parte em mim para sempre em guerra com o resto

É o infinito se perguntando e desejando que eu pudesse ser melhor

Quem me machucou?

Ah, eu fiz e não sei como parar.