Deus nunca nos deu um roteiro. Nunca nos deu um manual de instruções, uma lista de instruções, um conjunto de planos definidos. Nunca disse que Ele monitoraria todos os nossos passos, todas as nossas decisões, todos os nossos turnos. Ele nunca disse que nos controlaria a tal ponto que não poderíamos dar passos por conta própria. Nunca prometi todos os dias despreocupados, sem nenhuma luta ou dor.

Mas o que Ele fez promessa era o sacrifício de Seu Filho por nós, a promessa de que não importa o que nós enfrentamos, não importa o que o medo pode ofuscar nossas mentes, não importa onde vamos ou quão longe nós desviar dos Seus braços amorosos, nós nunca estará sozinho .

Deus nunca prometeu que seria fácil. Ele nunca disse que nossos dias seriam abertos e cheios de luz e amor. Que cairíamos nas pessoas e elas sempre nos amariam de volta. Que nunca experimentaríamos perda, fracasso, morte ou dor . Ele nunca disse que as coisas sempre seguiriam o nosso caminho, que sempre saberíamos para onde ir, que nossa estrada seria pavimentada sem problemas e sem obstáculos.

Mas o que Ele fez promessa era de que Ele seria para sempre estando ao nosso lado, sempre levando-nos através das manchas difíceis , sempre braços estendidos inclinando-se para dentro. O que Ele disse foi que em cada estação de quebrantamento, Ele iria nos trazer esperança, força , e verdade.

Deus nos deu a Bíblia , os mandamentos, os valores para viver e incentivar-nos em nossa caminhada. Ele nos deu família e amigos, pessoas e lugares de apoio e amor para transformar em momentos de desespero. Ele nos deu milagres e bênçãos, histórias e estranhos para nos encontrar quando mais precisávamos deles.

Ele não nos deu um caminho simples; Ele não nos disse exatamente como navegar em nossos dias. Mas Ele fez prometer um perfeito plano de -um que está continuamente se desdobrando com a nossa cada passo, cada respiração.

Deus não prometeu fácil, mas Ele fez promessa nós nunca tem que lutar sozinho . Ele fez promessa de que Ele nunca seria mais do que uma oração de distância, e que quando aceitamos a morte e ressurreição de seu Filho como redenção e libertação, que seria para sempre perto Dele-fisicamente, espiritualmente, mentalmente, emocionalmente, totalmente.

Não devemos ter vidas perfeitas e sem dor. Não devemos ter todas as respostas, ou a totalidade de nossas existências descobertas. Não devemos cair, nunca estragar, nunca tropeçar ou perder a fé momentaneamente. Essa vida não era para ser fácil – pois então não haveria propósito.

Ele nos criou à Sua imagem: viver, amar, encontrar nosso significado individual, honrá-Lo. Saber que seremos desafiados, abalados e exaustos pelo peso do mundo. Mas nunca estaremos sozinhos.

Não importa o que lutemos ou enfrentemos, Ele será nosso Pai.
E Seu amor incondicional nos levará adiante.

Relacionado

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here